Páginas

quarta-feira, 18 de abril de 2012

Preso em São João do Cariri: Ex-Diretor da Cadeia Pública de Sumé é preso; entenda o caso


                                    
 A 4ª Delegacia Regional de Polícia Civil – Monteiro, dando cumprimento a dois mandados de prisão e dois de busca e apreensão, prendeu hoje o ex-diretor da cadeia pública de Sumé – Alberto Limonta – e o presidiário Antônio Jailson – conhecido por Beto Barbosa.O Delegado Regional, Danillo Borba, informou que a investigação se iniciou mediante uma requisição ministerial de instauração de inquérito (expedido pelo Promotor da Comarca de Sumé). Da requisição, constava que Limonta estaria cometendo vários crimes, dentre eles: Peculato, Corrupção Passiva e Abuso de Autoridade. Após uma investigação prévia, constatou-se que Limonta cometeria o crime de peculato, quando desviava os alimentos disponibilizados para a cadeia pública pela Secretaria de Administração Penitenciária e os vendia na feira de Sumé, tais como charque, arroz, ovos, óleo; O de corrupção passiva quando o ex-diretor recebia vantagens indevidas (em sua maioria dinheiro) para proporcionar regalias a alguns presos e o de Abuso de Autoridade se consumava, quando o diretor constrangia os detentos a praticarem atos a que não eram obrigados, impedindo-os de se comunicar com seus familiares por cartas, inviabilizando o direito constitucional a comunicação.O delegado Rodrigo Monteiro, designado especialmente para apurar as denúncias, informou que as testemunhas e declarantes foram unânimes em confirmar as acusações contra o Ex-diretor e ainda informaram que outras testemunhas e informantes estariam se sentidas constrangidas a deporem na Polícia Civil contra Limonta, haja vista a atuação dele em cooptá-los. Por isso, disse o delegado, representamos pela prisão preventiva do ex-diretor e de “Beto Barbosa” para que possamos investigar mais a fundo, e sem amarras, os fatos delituosos e concluirmos o procedimento policial.Indagado se a prisão de Limonta e de Beto Barbosa teria alguma relação com as denúncias de tentativa de estupro que o primeiro fez contra dois agentes penitenciários e um policial militar, o Drº Danillo disse: “esse outro fato está sendo investigado pela Delegacia de Polícia de Sumé, não podendo dispor de detalhes sobre a investigação, entretanto pode ser que Limonta tenha propalado essas acusações para desviar o foco da investigação que corre contra ele.”A prisão de Limonta se deu no ônibus escolar da Cidade de Sumé, quando ele se dirigia para Campina Grande. Entretanto Delegado Regional Danillo Orengo teve conhecimento que o investigado estaria de mala pronta e iria se evadir, quando a Polícia Civil e Militar interceptaram o ônibus e deram cumprimento ao mandado de prisão em desfavor dele.Beto Barbosa continuará detido na cadeia de Sumé e Limonta será conduzido para a cadeia pública de São João do Cariri. Diante do cumprimento de mandados de busca, foram apreendidos na casa do detento várias alimentos, pertencentes à Cadeia Pública de Sumé, devendo ser autuado em flagrante delito pelo crime de furto.

Paraíba Mix com 4ª DRPC